Farmácia Maxifarma

Quanto tempo duram os sintomas da gripe?

É normal se sentir mais cansado ao fazer exercícios mesmo depois de estar curado? Saiba quanto tempo duram os sintomas da gripe.

18 de julho de 2018 - Maxifarma

Se você ou alguém da sua família está de cama por causa de uma gripe, o jeito é fazer repouso e aguardar que o vírus complete seu ciclo. Mas você sabe quanto tempo duram os sintomas da gripe para ter uma ideia de quando você vai se sentir bem novamente?

Em primeiro lugar, é preciso distinguir a gripe de um resfriado, que são causados por vírus diferentes. As duas doenças compartilham alguns sintomas, como coriza, espirros, dor de cabeça e dor de garganta, mas a gripe é mais intensa e costuma ter outras manifestações.

Sintomas da gripe

Enquanto um resfriado se instala de forma gradual, começando com sinais mais brandos que se agravam nas 48 a 72 horas seguintes, os sintomas da gripe aparecem de forma súbita. Em questão de poucas horas, a pessoa pode se sentir muito indisposta e ter que ficar de cama.

A intensidade dos sintomas da gripe é mais forte do que no resfriado, mas a sua gravidade depende da força do vírus em questão. Veja quais são os principais:

  • Febre alta (acima dos 38oC)
  • Coriza (nariz escorrendo)
  • Dor de garganta
  • Dor de cabeça
  • Calafrios
  • Fraqueza
  • Tosse seca ou com secreção
  • Dores musculares
  • Dores nas articulações
  • Perda de apetite
  • Perda do olfato
  • Suor noturno
  • Vermelhidão no rosto
  • Falta de ar
  • Dificuldade para dormir

Em crianças, a gripe também podem causar sintomas gastrointestinais, como vômito e diarreia, que são mais raros nos adultos. Para pessoas com algum comprometimento da imunidade, a gripe pode evoluir para uma infecção pulmonar grave, com risco de óbito. Na maior parte dos casos, porém, o curso da doença é benigno.

Quanto tempo duram os sintomas da gripe

Enquanto o resfriado dura de 2 a 4 dias, o ciclo da gripe costuma levar de 7 a 10 dias para se completar – mas alguns sintomas podem permanecer por várias semanas.

Quando a pessoa está realmente gripada, a febre alta pode durar de 3 a 5 dias. Contudo, os sintomas que atingem as vias respiratórias (coriza, espirros, dor de garganta etc.) tendem a se agravar com a progressão da doença, persistindo por mais 3 a 4 dias depois da regularização da temperatura corporal.

Da mesma forma, a tosse pode ficar mais intensa, passando de seca para produtiva (com secreção) e prolongando-se por dias ou semanas – assim como a fraqueza e o suor noturno. O olfato costuma voltar ao normal em alguns dias, raramente tornando-se permanente.

Assim, embora uma pessoa com gripe possa retomar as atividades do dia a dia cerca de 24 a 48 horas depois de a febre desaparecer, geralmente é necessário aguardar vários dias até a recuperação total do organismo.

Além disso, mesmo que a pessoa já se sinta disposta, ela pode perceber que está menos resistente aos exercícios físicos, tendo que diminuir a duração e a intensidade da atividade. Isso acontece devido a uma irritação remanescente das vias aéreas, que pode levar de 6 a 8 semanas para desaparecer por completo.

Tratamento da gripe

As principais medidas de cuidado para quem está com gripe comum é fazer repouso e beber bastante líquido. Além disso, pode ser feito o tratamento medicamentoso dos sintomas, com antitérmicos, analgésicos e descongestionantes nasais.

Medicamentos antivirais, que, como o próprio nome indica, atuam diretamente no vírus, só oferecem benefícios quando utilizados nas primeiras 48 horas do início da doença, e apenas o médico pode determinar se eles são indicados. No caso da gripe suína (H1N1), recomenda-se a utilização do Tamiflu.

É importante lembrar que os antibióticos não fazem parte do tratamento da gripe, pois eles funcionam apenas nos casos de infecções bacterianas. Porém, esses medicamentos podem ser utilizados quando há complicações como a pneumonia causada por bactérias oportunistas, que se aproveitam da fragilidade do organismo.

Quando ir ao médico?

As pessoas que apresentam maior risco para desenvolver complicações devem passar por uma avaliação médica logo que os sintomas da gripe se manifestarem. Esse grupo inclui pacientes com as seguintes características:

  • Crianças com menos de 5 anos
  • Adultos com mais de 65 anos
  • Gestantes
  • Pessoas com doenças pulmonares (asma, bronquite, enfisema etc.)
  • Pessoas com doenças cardiovasculares (insuficiência cardíaca, doenças valvulares etc.)
  • Pessoas com insuficiência renal crônica, insuficiência hepática ou cirrose
  • Pessoas com diabetes mal controlada
  • Pacientes imunossuprimidos (pacientes com HIV, transplantados ou em tratamento com corticoides)

Além disso, qualquer pessoa que tenha dor forte no peito ao respirar, queda de pressão, alteração de consciência, confusão mental, vômitos persistentes e febre alta há mais de sete dias deve ser atendida pelo médico. Independente de quanto tempo duram os sintomas da gripe, essas manifestações indicam que o quadro clínico pode ser mais grave.

Fonte(s): MSD Manuais, Dr. Drauzio Varella, Minha Vida e Ativo Saúde