Farmácia Maxifarma

Desodorante roll-on, stick ou spray: qual o melhor para sua pele?

Cada tipo de produto tem suas indicações. Veja nossas dicas para descobrir qual o melhor desodorante para você e invista no produto certo

07 de fevereiro de 2018 - Maxifarma

Você já parou para pensar que, assim como outros cosméticos, o seu desodorante deve ser escolhido a dedo? Este produto está diariamente em contato com a pele, geralmente em regiões muito sensíveis como as axilas e pode afetar diretamente a sua saúde. Por isso, é importante entender qual o melhor desodorante para sua você.

Provavelmente você passa pela situação de ir fazer compras e se deparar com gôndolas repletas de desodorantes, dispostos em uma série de marcas, formatos e preços. As dúvidas em relação a estes produtos vão desde a função de cada um até o motivo da diferença de preço entre eles.

Para começar a conversa, é preciso entender que desodorantes não são a mesma coisa que os antitranspirantes: enquanto desodorantes servem para disfarçar odores desagradáveis que surgem no corpo, os antitranspirantes atuam na redução do nível de transpiração ao fechar as glândulas de suor, alterando assim o ciclo biológico daquela região.

Mas por que o suor cheira mal?

Outro fator que precisamos entender é que o suor por si só não causa mau cheiro. Na verdade, ele é causado pelas bactérias que se utilizam do suor para crescer e se proliferar: nesse processo, são geradas substâncias conhecidas como ácidos carboxílicos, e esses sim apresentam um odor desagradável.

O ácido butírico, por exemplo, tem cheiro de manteiga rançosa. O ácido caproico, por sua vez, tem um odor conhecido como “cheiro de bode”. E, como você deve imaginar, as bactérias que produzem esses ácidos são mais bem adaptadas a regiões úmidas do corpo, por isso estão bastante presentes nas axilas.

É relevante entender ainda que a presença dessas bactérias se torna significativa apenas a partir das mudanças hormonais da puberdade. Dessa forma, as crianças não precisam utilizar desodorantes, podendo apenas fazer uma higienização adequada com água e sabão e a aplicar produtos de fórmula mais branda se necessário.

Considerando tudo isso, qual o melhor desodorante para você?

Apesar de parecer uma tarefa extremamente simples, escolher o desodorante adequado não é tão fácil assim. Para realmente optar pelo produto correto, é preciso se atentar a alguns detalhes como o seu tipo de pele, suas restrições (alergias ou outras necessidades), sua rotina, as atividades que você vai praticar e até a sua idade.

Conhecer muito bem as características e necessidades de sua pele é o que realmente vai permitir saber qual o melhor desodorante para você. Por isso, a dica é conversar com seu dermatologista e manter visitas periódicas ao consultório, já que ao longo do tempo o seu corpo muda e os cuidados com ele devem mudar também.

Conheça a seguir os produtos mais populares disponíveis no mercado e descubra qual o melhor desodorante para cada caso:

Roll-on

Este tipo de desodorante é cremoso e muitas vezes sua fórmula conta com função hidratante. Ele é armazenado em uma embalagem que possui uma esfera em sua extremidade, a qual desliza entre o produto e a pele, despejando o líquido diretamente sobre as axilas e promovendo uma secagem lenta.

Por ter contato direto com a pele, este tipo de desodorante pode causar irritação em algumas pessoas. Nesse caso, você precisará descobrir o verdadeiro motivo dessa reação com a orientação de um dermatologista, que pode indicar um produto mais adequado para o seu caso.

Stick

O desodorante em formato de stick tem fácil aplicação, também feita com contato direto entre o produto e as axilas. É indicado para pessoas que suam bastante, pois tem ótima absorção tanto na versão em gel quanto na versão mais sólida.

Assim como no caso do roll-on, o contato direto entre produto e a pele pode causar alergias e sensibilidades para algumas pessoas.

Spray

O spray ou aerossol é um desodorante enlatado que conta com secagem rápida. A sua aplicação é feita por meio de um jato do produto contra a pele e, por não ter contato direto como acontece o roll-on ou o stick, sua aderência é menor, ainda mais se a região tiver muitos pelos. Também é importante prestar atenção à fórmula, pois alguns deles possuem álcool, que pode causar algumas irritações.

Antes de usar esse tipo de embalagem, é necessário saber que a pressão para espirrar o desodorante vem de uma fusão entre gases, e alguns deles podem ser extremamente poluentes. Assim, para ajudar na preservação do meio ambiente, é importante evitar desodorantes que possuem gases CFC em sua composição.

Existem outros tipos de desodorante?

Os desodorantes, assim como outros cosméticos, também possuem alternativas aos tipos mais convencionais. Elas variam entre receitas caseiras, fórmulas feitas somente com elementos naturais, desodorantes homeopáticos, produtos manipulados especialmente para o paciente e também marcas que apostam no uso de componentes raros e processo de fabricação exclusivo.

Para optar por um desses, você deve ser ainda mais específico com seu médico e ter em mente que os valores podem variar bastante em relação às ofertas mais comuns.

Agora que você já tem informações e dicas para entender qual o melhor desodorante, é hora de conferir se os frascos que você tem em casa correspondem às suas necessidades. Procure manter o hábito de se cuidar até nos pequenos detalhes do cotidiano, pois sua saúde deve ser sempre pensada em primeiro lugar.

Fonte(s): Bonde e How Stuff Works