Farmácia Maxifarma

Pés rachados: o que fazer? Aprenda a cuidar da saúde dos pés

Lixar e esfoliar os pés rachados pode agravar esse problema. Saiba como cuidar dos seus pés e fique longe das fissuras, sangramentos e dores.

20 de novembro de 2019 - Maxifarma

Pés rachados são motivo de constrangimento para muitas pessoas. Este problema fica ainda mais complicado no verão, quando o calor nos faz ter vontade de utilizar chinelos e sandálias e deixar os calçados fechados de lado.

Apesar disso, os pés rachados não são apenas um inconveniente estético: em casos mais avançados, podem surgir fissuras e feridas dolorosas que dificultam a caminhada e facilitam a entrada de bactérias e fungos causadores de infecção. Por isso, é preciso ficar de olho na saúde dos pés.

Pés rachados: o que fazer para evitar e tratar esse problema

Em geral, os pés rachados surgem devido ao ressecamento da pele e ao desgaste constante do dia a dia, o que sobrecarrega essa parte do corpo. Na tentativa de se proteger das agressões, a pele dos pés fica mais grossa, principalmente no calcanhar, o que leva à perda da elasticidade do tecido cutâneo.

Em consequência, essa pele mais grossa fica mais propensa à formação de fissuras que podem se tornar mais largas e profundas, causando dores muito fortes se atingirem os nervos. Veja o que fazer para evitar e tratar os pés rachados:

1. Hidrate os pés todos os dias

Assim como a pele do restante do corpo, a pele dos pés deve ser hidratada diariamente, o que ajuda a restabelecer a barreia de proteção que impede a perda de moléculas de água. Para potencializar o efeito, aplique cremes hidratantes antes de dormir e calce meias logo em seguida.

Dê preferência a produtos específicos para os pés, como cremes com textura mais espessa que contenham ureia, glicerina, óleo de amêndoas, pró-vitamina B5, lanolina ou manteiga de karitê, que ajudam a evitar e reduzir a descamação da pele dessa região.

2. Não exagere na esfoliação

Esfoliar os pés na tentativa de deixar a pele mais fina pode ter o efeito contrário, piorando o espessamento e a tendência a ter rachaduras. Isso acontece porque esfoliar com muita força ou frequência pode parecer uma agressão para a pele, fazendo com que ela fique ainda mais grossa na tentativa de se proteger.

Por isso, indica-se fazer uma esfoliação leve uma ou duas vezes por mês no máximo, o que ajuda a remover as células mortas da camada mais superficial da pele. Escolha um esfoliante pouco abrasivo e faça apenas movimentos suaves.

3. Evite lixar os pés com muita frequência

Exagerar na hora de lixar os pés traz os mesmos problemas que o excesso de esfoliação, fazendo com que a pele fique ainda mais ressecada e espessa.

Para evitar esses prejuízos, é aconselhável utilizar uma lixa fina e passá-la delicadamente no calcanhar, que costuma ter a pele mais grossa, de preferência depois de fazer um escalda-pés ou deixar os pés de molho.

4. Utilize cremes e pomadas cicatrizantes

No caso de fissuras, o uso de cremes hidratantes pode não ser suficiente. Por isso, o tratamento dos pés rachados costuma incluir o uso de cremes e pomadas com efeitos cicatrizantes ou reparadores.

Os produtos à base de dexpantenol são boas opções para tratar rachaduras nos pés, mas o farmacêutico pode indicar outras opções dependendo do caso.

5. Escolha calçados confortáveis

Sapatos que apertam qualquer região dos pés aumentam o atrito com a pele, resultando na formação de calos e fissuras. Por isso, é essencial escolher calçados confortáveis e que ofereçam um bom suporte.

A dica também vale para os sapatos de salto: no dia a dia, dê preferência aos modelos com até 4 cm e reserve o salto alto para ocasiões especiais. Além disso, vale a pena fazer um rodízio de calçados, evitando que o atrito ocorra sempre nas mesmas regiões.

6. Evite andar descalço

Calçados apertados não são nada recomendáveis para os pés rachados, mas andar descalço também não é uma boa ideia. Sem a proteção dos sapatos, podem surgir fissuras devido ao atrito com o solo, principalmente os mais ásperos, como a areia.

7. Evite tratamentos caseiros para pés rachados

Pior do que não dar resultado, alguns remédios caseiros para pés rachados podem agravar esse problema. Esse é o caso de substâncias muito abrasivas, que podem irritar ou ressecar ainda mais a pele e piorar as lesões.

Algumas das substâncias que devem ser evitadas são enxaguante bucal, creme dental, vinagre branco ou de maçã, bicarbonato de sódio, água oxigenada, suco de limão e aspirina moída.

8. Busque orientação médica

Para algumas pessoas, a descamação e as fissuras nos pés podem ser consequência de doenças como diabetes, psoríase, obesidade e excesso de ácido úrico. Por isso, é preciso ficar de olho e procurar orientação do médico especialista para tratar essas condições.

Apesar disso, a maioria dos casos de pés rachados é resultado do ressecamento e do atrito constante. Se o problema não melhorar com essas dicas ou você estiver com sangramentos ou dores intensas, busque ajuda de um dermatologista para avaliar outras opções de tratamento.

***

Matenha o seu corpo hidratado dos pés a cabeça. Os melhores podutos estão na Maxifarma, encontre a unidade mais próxima

Fonte(s): Dicas de Mulher e Minuto Saudável