Farmácia Maxifarma

Outubro Rosa alerta sobre cuidados e prevenção ao câncer de mama

A atividade física pode reduzir o risco de câncer de mama em até 30%. Aproveite o Outubro Rosa para conhecer outras dicas de prevenção dessa doença.

02 de outubro de 2019 - Maxifarma

No mês de outubro, acontece uma grande campanha pela saúde das mulheres: trata-se do Outubro Rosa, um conjunto de ações realizadas no mundo todo com o objetivo de prevenir e detectar precocemente o câncer de mama.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), este é o tipo de câncer mais frequente entre as mulheres no Brasil e no mundo, somente atrás do câncer de pele não melanoma. No país, ele corresponde a 29% dos novos casos de neoplasia todos os anos.

Calcula-se que o câncer de mama seja responsável por 15% das mortes causadas por tumores malignos entre mulheres. Apesar disso, quando é diagnosticado em estágio inicial, as chances de cura total são muito elevadas, e essa é justamente a importância do Outubro Rosa.

Como surgiu o Outubro Rosa

A campanha do Outubro Rosa teve origem na década de 1990 nos Estados Unidos, quando diversas localidades daquele país promoviam ações isoladas com o objetivo de conscientizar a população sobre o câncer de mama.

Uma das ações mais emblemáticas foi a Corrida pela Cura, que ocorreu em 1990 na cidade de Nova York. Nesse evento, foram distribuídas fitinhas cor-de-rosa aos participantes, associando a cor e o mês à prevenção desse tipo de câncer. 

A corrida passou a acontecer todos os anos e, posteriormente, o Congresso Americano estabeleceu o mês de outubro como o mês nacional de prevenção dessa doença, oficializando o Outubro Rosa. A partir disso, várias cidades passaram a iluminar seus monumentos, prédios históricos, pontes etc. com luzes nessa cor.

A campanha chegou ao Brasil em 2002, quando um grupo de mulheres fez uma parceria com uma empresa de cosméticos europeia e instalou luzes cor-de-rosa no Obelisco do Ibirapuera, localizado na cidade de São Paulo. 

Outras cidades aderiram à ideia com o passar dos anos, fazendo com que o Outubro Rosa se tornasse uma campanha nacional. Além da iluminação de prédios públicos, o mês conta com palestras, rodas de conversa, mutirões de mamografia e divulgação de material educativo para conscientizar cada vez mais pessoas sobre a importância da detecção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Como prevenir o câncer de mama

O câncer de mama tem um componente genético muito importante, por isso ele não pode ser totalmente prevenido. Contudo, adotar alguns hábitos saudáveis no nosso dia a dia ajuda a reduzir os riscos de desenvolver essa doença. Saiba como se prevenir:

1. Tenha uma alimentação saudável

O sobrepeso e a obesidade são fatores que favorecem o desenvolvimento do câncer de mama, o que já justificaria a adoção de uma alimentação saudável como forma de prevenção.

Contudo, as escolhas alimentares também fazem muita diferença. Produtos frescos, especialmente as verduras de folhas verde-escuras (como couve e brócolis), são ricos em substâncias antioxidantes que ajudam a reduzir o risco da doença.

Por outro lado, itens como embutidos, carnes processadas, enlatados e industrializados em geral contêm teor mais elevado de substâncias cancerígenas e devem ser evitados.

2. Pratique atividade física

Além de combater a obesidade, que favorece o câncer de mama, as atividades físicas atuam diretamente na prevenção contra essa doença: estima-se que fazer 30 minutos de exercícios aeróbicos por dia pelo menos três vezes por semana reduz o risco desse tipo de câncer em até 30%.

3. Evite o álcool e o cigarro

O consumo de álcool de forma moderada a excessiva pode originar mais de 200 doenças, incluindo o câncer de mama, e a situação é ainda mais grave quando o álcool está associado ao tabagismo.

Embora o cigarro seja mais conhecido por causar o câncer de pulmão, ele também pode causar diversos outros tipos de tumor, como de garganta, esôfago, estômago e mamas. Por isso, vale a pena ficar longe do cigarro ou abandonar o tabagismo. 

4. Faça o autoexame das mamas todos os meses

O autoexame das mamas é uma técnica que permite a detecção de alterações que podem indicar a presença de um câncer, como dor, vermelhidão, coceira, secreção de líquido pelos mamilos sem estar amamentando, mudanças na textura da pele (casca de laranja) e presença de nódulos nos seios ou nas axilas.

Embora não seja uma forma de prevenção propriamente dita, fazer o autoexame todos os meses aumenta as chances de descobrir um tumor em estágio inicial, quando ele costuma responder bem aos tratamentos.

5. Fique em dia com as mamografias de rastreamento

Assim como o autoexame das mamas, a mamografia não é exatamente uma forma de prevenir o surgimento do câncer de mama, mas sim um método que permite o diagnóstico precoce dessa doença e aumenta as chances de cura, reduzindo a necessidade de fazer a mastectomia (cirurgia para a retirada das mamas).

O Ministério da Saúde recomenda que mulheres sem sintomas sugestivos de câncer de mama façam a mamografia de rastreamento bianualmente entre os 50 e os 69 anos. 

Porém, caso haja alguma alteração suspeita ou existam vários casos dessa doença na família, especialmente em mulheres jovens ou em homens, o médico pode indicar que a mamografia seja realizada mais cedo.

Que tal aproveitar o Outubro Rosa para adotar novos hábitos e deixar seus exames em dia? Dedique alguns dias deste mês para cuidar da sua saúde!

*****

Na Maxifarma apoiamos o Outubro Rosa. Aqui você encontra os produtos necessários para auxiliar no cuidado com a sua saúde. Encontre a unidade mais próxima a você.