Farmácia Maxifarma

9 mitos e verdades sobre a dor de garganta

Tomar sorvete nem sempre piora a dor! Descubra este e outros mitos e verdades sobre a dor de garganta, um dos problemas de saúde mais comuns.

05 de março de 2018 - Maxifarma

Garganta arranhando, dolorida ou inchada é um problema muito frequente durante o ano todo, mas isso não significa que ele seja simples ou que não tenha complicações. Esclareça alguns mitos de verdades sobre a dor de garganta e fique bem informado a respeito dessa condição:

1. Ar-condicionado é um veneno para a garganta

Verdade. Os condicionadores de ar reduzem a umidade do ambiente, o que favorece o ressecamento das vias aéreas e resulta em uma irritação na garganta.

Quando se passa muito tempo em um local com ar-condicionado, é importante reforçar a ingestão de líquidos e hidratar as narinas com soro fisiológico. O ideal é manter a temperatura amena e mudar de lugar para não ficar no rumo do fluxo de ar.

Na verdade, aparelhos de ar-condicionado que passam por limpezas e manutenções periódicas podem reter a maior parte dos microrganismos e partículas causadores de doenças, o que evitaria a dor de garganta. Porém, para obter esse benefício, é necessário limpar os filtros do ar duas vezes por semana quando ele é ligado diariamente – algo que raramente acontece, de forma que os grãos de poeira e germes acabam se espalhando pelo ambiente, piorando o quadro de irritação das mucosas.

2. Sair de um lugar quente direto para um lugar frio causa dor de garganta

Mito. Passar rapidinho pelo corredor de frios no supermercado, por exemplo, dificilmente deixará alguém doente.

Por outro lado, ficar muito tempo exposto ao frio sem estar devidamente agasalhado prejudica o sistema imunológico e causa um ressecamento no muco que protege a garganta. Como resultado, ela fica mais suscetível aos microrganismos que causam infecção.

3. Quem está com dor de garganta deve passar longe de sorvetes e bebidas geladas

Depende da origem do problema. Quando se trata de uma dor de garganta irritativa ou alérgica (causada pela exposição à poluição ou a grãos de poeira, por exemplo), alimentos e bebidas geladas ajudam a aliviar a dor momentaneamente.

Entretanto, se a dor de garganta tiver origem infecciosa (ou seja, for causada por vírus ou bactérias), o gelado piora o quadro porque prejudica os movimentos dos cílios que protegem a mucosa. Em todo caso, sorvetes e bebidas geladas, por si sós, não são capazes de causar a dor.

4. Dor de garganta só se cura com antibiótico

Mito. A escolha do melhor tratamento depende da causa da dor de garganta. Se o problema tiver origem em uma infecção bacteriana, realmente os antibióticos serão necessários para promover a cura.

No entanto, quando a dor de garganta é causada por uma infecção viral, irritação ou alergia, esses medicamentos são completamente desaconselhados. Além de não exercer nenhum efeito (pois não existem bactérias a ser combatidas), o uso indiscriminado de antibióticos favorece o desenvolvimento da resistência bacteriana, de forma que seu organismo poderá não responder em caso de futuras infecções por esse tipo de microrganismo.

Nesses casos, o tratamento poderá ser feito com analgésicos, anti-inflamatórios ou antialérgicos, dependendo do quadro do paciente. Por isso, você sempre deve procurar atendimento médico.

5. Consumir mel e própolis ajuda a aliviar da dor de garganta

Parcialmente verdade. O mel ajuda a dissolver o muco (que provoca tosse e piora a dor) e tem um discreto efeito anti-inflamatório e antisséptico, de forma que ele pode ajudar a regenerar os tecidos da garganta.

Porém, essas propriedades geralmente não são suficientes para promover a cura, portanto você não deve substituir o tratamento convencional, mas sim complementá-lo. Além disso, exagerar na ingestão do mel ou consumi-lo junto com o limão, que é muito ácido, pode irritar o estômago e causar refluxo, o que piora a dor de garganta.

O própolis, por sua vez, também apresenta efeito anti-inflamatório, mas ele tem a grande desvantagem de necessitar do álcool para se manter conservado – e o álcool é um elemento de irritação para a garganta.

6. Gargarejo com água, sal e vinagre é tiro e queda para a dor de garganta

Mito. O vinagre é uma substância muito ácida, capaz de alterar o pH da garganta. Como resultado, a mucosa vai ficar ainda mais irritada e a dor vai piorar. A mesma coisa acontece nos gargarejos feitos com suco de limão.

O gargarejo em si pode ajudar a limpar a garganta, mas ele deve ser feito apenas com água morna.

7. É importante tomar bastante líquido para evitar ter dor de garganta

Verdade. Consumir no mínimo 2 litros de água por dia ajuda a manter a garganta hidratada, evitando o ressecamento que favorece irritações e infecções.

8. Dor de garganta pode virar conjuntivite

Verdade se for uma dor de garganta de origem viral, pois o vírus pode alcançar a mucosa dos olhos e causar a conjuntivite. Quando a dor tem outras causas, isso não acontece.

9. Uma dor de garganta mal curada pode atacar o coração

Verdade. O reumatismo no sangue, chamado tecnicamente de febre reumática, é uma sequela de uma infecção de garganta mal curada que acaba atacando as válvulas cardíacas.

Mais frequente em pessoas jovens, a febre reumática acontece quando o paciente tem uma infecção de garganta causada pela bactéria Streptococcus pyogenes, não faz o tratamento correto e mesmo assim fica aparentemente curado devido à ação de seu sistema imunológico.

O problema é que essa bactéria tem uma proteína muito parecida com outra existente nas nossas válvulas cardíacas. Assim, quando o organismo tenta combater as bactérias, as células de defesa acabam atacando o coração, podendo levar à morte. Esse problema também pode atingir a pele, as articulações e o sistema nervoso central.

Felizmente, a febre reumática é uma complicação muito rara, mas ela mostra por que é importante conhecer os mitos e verdades sobre a dor de garganta. A automedicação é um dos principais fatores de complicações, por isso é sempre recomendado buscar atendimento médico para diagnosticar e tratar esse problema.

Fonte(s): Revista Crescer, Minha Vida, Pais e Filhos, Correio de Uberlância, Vix, IG e MD Saúde