Farmácia Maxifarma

8 dicas para aliviar as cólicas do bebê

Seu filho está chorando e não adianta dar mamá, trocar a fralda ou embalar? Então experimente nossas dicas para aliviar as cólicas do bebê.

29 de outubro de 2018 - Maxifarma

Uma das maiores fontes de desespero de pais e mães é o choro incessante de seu filho durante uma crise de cólica, que costuma acometer os pequenos com mais frequência até o quarto mês. Pensando nisso, nós selecionamos algumas dicas para aliviar as cólicas do bebê.

Então, se o bebê já mamou, a fralda está seca e você já aprendeu a identificar que a causa do choro estridente que pode durar horas são as cólicas, experimente os truques a seguir para ajudar seu pequeno com o desconforto:

1. Massageie a barriga do bebê

Com as mãos em forma de concha, faça uma massagem na barriga do bebê, deslizando uma de cada vez a partir das costelas até a região do púbis em sentido horário. O toque não deve causar desconforto ao pequeno, mas deve ser feita uma pressão suave para que a massagem funcione.

2. Faça exercícios com as perninhas

Outra forma de massagear a barriga do bebê e aliviar as cólicas é fazer exercícios com as perninhas dele. Para isso, deite-o de costas e flexione delicadamente seus joelhos, de forma que eles se aproximem do peito e as coxas encostem na barriga.

Em seguida, estique uma perninha, dobre-a novamente e repita esses movimentos com a outra perna, como se o bebê estivesse andando de bicicleta.

3. Enrole o bebê como um pacotinho

Enrolar o bebê em um cueiro ou manta, de forma que ele fique bem apertadinho, traz sensação de conforto e segurança. Dessa forma, o pequeno consegue se acalmar, o que ajuda muito no combate às cólicas.

Outra dica é colocar o bebê no sling, também de maneira bem firme, e andar com ele pela casa, pois o movimento ajuda a aliviar o incômodo.

4. Deite o bebê de bruços sobre o seu peito

Deixar o bebê deitado de bruços sobre o peito do pai ou da mãe facilita a eliminação dos gases que causam a cólica. Essa dica funciona ainda mais se o contato puder ser feito pele a pele, pois o calor do corpo do pai ou da mãe tranquiliza o bebê.

5. Aplique uma compressa quente

Além de acalmar, o calor promove a dilatação dos vasos sanguíneos, o que aumenta o fluxo para a região tratada e relaxa a musculatura, resultando no alívio das cólicas.

Dessa forma, vale a pena aplicar uma compressa quentinha na barriga, seja com uma fralda passada a ferro, uma bolsa térmica ou uma bolsinha de sementes aquecida no micro-ondas – lembre-se de testar a temperatura antes de colocar a compressa na pele delicada do bebê.

6. Dê um banho morninho

Novamente, o calor aparece como forma de aliviar as cólicas do bebê por promover o relaxamento.

Para isso, ilumine o ambiente de forma suave, prepare um banho de banheira ou balde em temperatura entre 36 e 37 graus e coloque uma música tranquila tocando baixinho. Também vale cantar para o seu bebê, evocando as memórias que ele traz do útero.

7. Acalme-se para não piorar a situação

É muito difícil manter a calma diante de um bebê que está com dor e não para de chorar. Depois de horas nessa situação, é inevitável se sentir exasperada; o problema, porém, é que o bebê consegue captar esses sinais de tensão e ele próprio fica ainda mais agitado, o que tende a piorar as cólicas.

Por isso, quando sentir que você está perdendo seu equilíbrio, se possível peça ao cônjuge ou a outra pessoa que tome conta do pequeno enquanto você toma um banho, se alimenta e relaxa um pouco para poder reassumir os cuidados mais tarde.

8. Recorra à medicação se nada funcionar

Se nenhuma das dicas fizer efeito e o bebê continuar sofrendo com as cólicas, aproveite os avanços da medicina para aliviar as dores e dê a ele os medicamentos conforme a recomendação médica.

Remédios analgésicos e antiflatulência não previnem as cólicas e devem ser utilizados seguindo todas as orientações do pediatra em relação a doses, horários e quantidades. Lembre-se também de que todo medicamento tem efeitos colaterais, por isso eles devem ser reservados para quando nada mais funcionar.

Além de seguir essas dicas para aliviar as cólicas do bebê, é muito importante preveni-las com medidas como fazer seu filho arrotar depois de cada mamada, escolher mamadeiras anticólicas (para bebês que não mamam no peito) e observar se a sua alimentação tem alguma influência na frequência das dores. Na dúvida, sempre consulte o pediatra.

Fonte(s): Revista ClaudiaBaby Center e Revista Crescer