Farmácia Maxifarma

Como prevenir o câncer de próstata?

Homem que é homem se cuida! Aproveite o Novembro Azul para descobrir como prevenir o câncer de próstata e adote novos hábitos para melhorar sua saúde.

06 de novembro de 2018 - Maxifarma

Estamos no Novembro Azul, o mês dedicado à conscientização sobre a saúde masculina e em especial sobre como prevenir o câncer de próstata – o segundo tumor maligno mais comum entre os homens brasileiros, atrás apenas do câncer de pele não melanoma.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a estimativa para 2018 é de mais de 68 mil novos casos. Como 75% deles ocorrem em pacientes acima dos 65 anos, este é considerado um tipo de câncer essencialmente da terceira idade.

Felizmente, a maior parte dos tumores que atingem essa glândula não ameaçam a saúde e a qualidade de vida dos homens porque se desenvolvem de forma lenta, levando cerca de 15 anos para chegar a 1 cm³.

Porém, alguns tipos mais raros desse câncer crescem de forma bem mais rápida e se espalham para outros órgãos, o que pode levar à morte. Por isso, é muito importante conhecer as medidas de prevenção contra essa neoplasia.

Como prevenir o câncer de próstata: o que você realmente pode fazer

Diversos estudos científicos mostram que o câncer é uma doença que sofre uma forte influência da herança genética. Ou seja, quando há vários casos de câncer na família, especialmente em parentes de primeiro grau, o risco de desenvolver um tumor é mais elevado.

Isso não é diferente para o câncer de próstata e, assim como acontece com os outros tipos de neoplasia, não é possível modificar o histórico familiar da doença – nem frear a passagem do tempo, que também exerce grande influência sobre esse tumor.

Porém, o estilo de vida de cada pessoa também é um fator que pode aumentar ou diminuir o risco. Dessa forma, o que você realmente pode fazer para evitar o câncer de próstata é adotar bons hábitos de saúde. Conheça os principais:

1. Tenha uma alimentação saudável

Seguir uma dieta saudável é um dos fatores relacionados à diminuição do risco de vários tipos de tumor maligno, incluindo o câncer de próstata, e uma infinidade de outras doenças crônicas.

Assim, é essencial consumir alimentos ricos em fibras, vitaminas e sais minerais, como frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais.

Além disso, deve-se reduzir a ingestão de gordura, especialmente aquelas de origem animal. Dessa forma, o consumo de carne vermelha deve ser limitado, dando-se preferência a proteínas mais magras e saudáveis, como as aves e peixes.

2. Consuma mais tomate

O tomate é o alimento mais rico em licopeno, um pigmento de cor vermelho-viva que tem um poderoso efeito antioxidante. Dessa maneira, essa substância protege contra diversos tipos de câncer, principalmente o de próstata, ao combater os danos causados pelos radicais livres ao DNA das células.

Tanto o tomate cru quanto o cozido contêm licopeno, mas ele é mais bem absorvido pelo organismo quando esse fruto passa por um aquecimento em fogo baixo. Por isso, o molho de tomate – principalmente a versão caseira, feita com temperos naturais e pouco sódio – é excelente para prevenir o câncer de próstata.

Outros alimentos com boas quantidades de licopeno são pimentão-vermelho, repolho-roxo, melancia, mamão, grapefruit e goji-berry.

3. Pratique atividade física

Fazer exercício e se manter fisicamente ativo mesmo na terceira idade são fatores importantes na prevenção ao câncer de próstata. Por isso, é preciso combater o sedentarismo ao longo de toda a vida, optando por atividades compatíveis e agradáveis para cada faixa etária.

Visando à redução do risco de um tumor maligno, recomenda-se a prática de 30 minutos de exercícios físicos diariamente, o que também contribui com a prevenção de diversas outras doenças, incluindo a diabetes e os problemas cardiovasculares.

4. Mantenha um peso saudável para sua altura e idade

O sobrepeso e a obesidade estão fortemente associados a um aumento nos índices de câncer de próstata; portanto, a prevenção dessa doença depende da manutenção de um peso que seja compatível com a altura e a faixa etária de cada pessoa.

Assim, a alimentação equilibrada e a prática de exercícios ganham ainda mais importância no combate a esse tipo de tumor. Se necessário, conte com a orientação de profissionais da área de nutrição e educação física para ajudá-lo a perder o peso excessivo de forma saudável.

5. Fique longe do álcool e do cigarro

A ingestão de qualquer quantidade de álcool pode aumentar o risco de desenvolver vários tipos de tumor maligno, inclusive o câncer de próstata – e essa relação se torna ainda mais perigosa quando o consumo das bebidas alcoólicas está associado ao tabagismo.

Vale destacar que, embora o cigarro seja mais conhecido por ser a principal causa do câncer de pulmão, na verdade ele é responsável por cerca de 30% de todas as neoplasias em função de sua altíssima concentração de substâncias tóxicas.

6. Mantenha seus exames em dia

Tecnicamente falando, os exames não são uma forma de prevenção contra o câncer de próstata, pois nenhum deles tem o poder de impedir o desenvolvimento dessa doença. Porém, alguns testes são capazes de detectar suspeitas de um tumor ainda em fase inicial, o que permite um tratamento menos agressivo e oferece maiores chances de cura ao paciente.

No caso do câncer de próstata, os dois principais são o exame de toque retal e a dosagem de PSA, que em geral são indicados com frequência anual a partir dos 50 anos – ou a partir dos 45 quando há histórico familiar da doença.

Embora o exame de toque ainda gere muito preconceito, ele se trata de um procedimento simples e rápido, no qual o urologista insere o dedo indicador no reto do paciente para avaliar se a próstata apresenta algum inchaço, nódulo ou outra alteração.

Por sua vez, a dosagem de PSA (sigla em inglês para antígeno prostático específico) consiste em um exame laboratorial que pode indicar diversas alterações na próstata, incluindo inflamação, crescimento benigno e câncer. O PSA é complementar ao exame de toque, não sendo possível substituir um pelo outro.

É importante destacar que alguns especialistas não recomendam os exames para homens assintomáticos, portanto somente o médico poderá determinar se você deve fazê-los ou não.

Agora que você sabe como prevenir o câncer de próstata, o melhor a fazer é ter uma vida saudável e sempre buscar a opinião do urologista sobre os demais cuidados que você deve adotar.

Fonte(s): Inca [1] e [2]HC BarretosViva BemMundo Boa Forma e Vencer o Câncer