Farmácia Maxifarma

Como parar de fumar naturalmente? Veja 9 dicas

Mudanças na alimentação, prática de exercícios e até mesmo as redes sociais são seus aliados na hora de encontrar as melhores formas de como parar de fuma.

23 de maio de 2018 - Maxifarma

Você decidiu abandonar o cigarro? Parabéns! Esta é uma decisão importantíssima que vai melhorar muito a sua saúde e aumentar sua expectativa de vida. Porém, como você já sabe, esse processo não é nada fácil. Pensando nisso, nós selecionamos 9 dicas de como parar de fumar naturalmente para ajudar você nesse processo:

1. Mantenha-se bem hidratado

A água é fundamental para o bom funcionamento do sistema excretor, por isso você deve aumentar sua ingestão desse líquido para ajudar seu organismo a eliminar as toxinas provenientes do cigarro.

Além disso, beber mais de 2 litros de água por dia ajuda a prolongar a sensação de saciedade, evitando que a pessoa que está deixando de fumar consuma mais alimentos do que precisa.

2. Diminua a ingestão de alimentos que ressaltam o gosto do cigarro

A carne vermelha e o café deixam o cigarro mais saboroso, o que aumenta a vontade de fumar. Por isso, recomenda-se diminuir a ingestão desses produtos, pelo menos nesse período de adaptação.

Frutas, verduras, legumes e leite, por sua vez, prejudicam o gosto do cigarro, portanto é uma boa ideia reforçar o consumo desses alimentos.

3. Coma um docinho, mas tenha cuidado com as calorias

É muito comum que a vontade de fumar apareça junto com o desejo de comer um doce, e consumir uma guloseima pode ajudar você a se manter firme no seu próprio de abandonar o cigarro.

Porém, para que sua mudança de hábitos não cause um acúmulo de peso muito grande, a dica é recorrer a um doce menos calórico, como balas e chicletes light ou um pedaço pequeno de chocolate meio amargo, que tem menos açúcar que as outras versões.

4. Recorra ao gengibre para evitar as náuseas

Se você sentir náuseas ao tentar parar de fumar, um truque que pode te ajudar é consumir gengibre, seja em forma de chá, cápsulas ou comprimidos. Essa raiz tem propriedades calmantes para o estômago, ajudando a aliviar esse desconforto.

5. Pratique exercícios físicos

De acordo com um estudo científico, fazer 30 minutos de exercícios diariamente pode aumentar suas chances de parar de fumar em 55% e diminuir as chances de ter uma recaída em 43% quando comparado com quem não pratica nenhuma atividade física. Além disso, esse hábito parece aumentar a expectativa de vida dos ex-fumantes em 5,6 anos.

A prática de atividades físicas ajuda a reduzir a ansiedade devido à liberação da endorfina, uma substância relacionada ao bem-estar e ao relaxamento, e ainda evita o acúmulo de peso, um efeito bastante comum entre as pessoas que param de fumar.

6. Não fique obcecado com o peso

Muitas pessoas que param de fumar tendem a ganhar de 2 a 3 quilos nesse processo. Isso, porém, não significa que esta seja a melhor época para fazer uma dieta muito restritiva, pois você já estará lidando com as dificuldades para largar o cigarro. Por isso, é importante fazer exercícios físicos e manter uma alimentação saudável como forma de compensar esse efeito, mas sem adotar uma dieta muito radical.

Depois que já estiver livre da dependência, você poderá fazer outras adaptações no seu cardápio para eliminar o peso adquirido nesse tempo. Só não vale usar o fato de estar parando de fumar como desculpa para se descontrolar completamente na alimentação, ok?

7. Experimente o ginseng e a erva-de-são-joão

O ginseng é uma planta medicinal com propriedades estimulantes, por isso ele pode ajudar você a manter seu nível de energia e capacidade mental quando seu organismo estiver sentindo falta da nicotina, o que pode levar você a se sentir mais cansado.

A erva-de-são-joão, por sua vez, é um antidepressivo natural e pode ser utilizada para combater a ansiedade e a irritabilidade que costumam acometer as pessoas que estão tentando parar de fumar.

8. Faça sessões de acupuntura

A acupuntura ajuda a aliviar as crises de abstinência e trata cada indivíduo de maneira integral. Assim, com a estimulação dos pontos certos, é possível reduzir a irritabilidade, o nervosismo, as náuseas e outros sintomas desagradáveis causados pela falta do cigarro, além de trabalhar a sua determinação.

Na primeira sessão, o acupunturista fará uma entrevista para diagnosticar outros problemas além do cigarro, como o estresse, a ansiedade e até mesmo a obesidade. Dessa forma, a técnica também poderá tratar outras condições que tendem a dificultar o processo de parar de fumar.

9. Busque o apoio de outras pessoas que estão largando o cigarro

Saber que não estamos sozinhos com nossas dificuldades nos dá força para continuar lutando. Por isso, quem está abandonando o cigarro pode se beneficiar da interação com outras pessoas que estejam passando pelo mesmo processo.

Você pode frequentar reuniões presenciais dedicadas ao combate à dependência oferecidas na sua cidade ou utilizar as redes sociais para participar de grupos de apoio. Trocar experiências e dar e receber suporte são excelentes recursos para renovar sua força de vontade.

O cigarro é a principal causa de doenças muito sérias, como o enfisema pulmonar e o câncer de pulmão, e é responsável por mais de 10 mil mortes todos os dias. Por isso, todo o esforço é válido para abandonar a dependência.

Se você continuar enfrentando muitas dificuldades para se livrar do tabagismo mesmo depois de seguir essas dicas de como parar de fumar naturalmente, não deixe de procurar seu médico para receber orientações sobre o melhor tratamento para o seu caso.

Fonte(s): Mundo Boa Forma, Eurekalert, Drauzio Varella e Minha Vida